Última Notícia

SEMANA IMPERDÍVEL NA SARAU

Kpeta

Um Drink no Hell

Agora você pode degustar um delicioso drink do capeta aqui na Sarau.

Tem capeta de abacaxi, morango, chocolate, pinã colada,... um Drink dos diabos!

 

19 Junho (terça) - KARAOKÊ - aberto a partir das 18h30 

20 Junho (quarta) - KARAOKÊ aberto a partir das 18h30 - *quarta: Caipirinha em Dobro até as 22h 

21 Junho (quinta) - JOÃO FELIPE - O MELHOR DO SERTANEJO - a partir das 18h30 - *quinta: Caipirinha em Dobro até as 22h 

22 Junho (sexta) -  BANDAS: DROP INSIDE - GUELA BAXO - CORPO PRESENTE -aberto a partir das 18h30

23 Junho (sábado) - BANDAS: STONES OF GRAVES (Metal Caipira) e OS  STONTEANTES (Punk da Roça) - aberto a partir das 18h30

E aproveite tudo de bom que a Cachaçaria Sarau oferece.

Obs.: ** Convênio com Estacionamento ao lado. Valor R$ 10,00 durante todo o período que a Sarau estiver aberta! 

A Cachaçaria Sarau

A Cachaçaria Sarau é um espaço de lazer e descontração, onde você pode degustar variedade de cachaças artesanais, especialidade da casa.

As cachaças são maturadas com esmero, considerando o tempo adequado para cada uma. Frutas, ervas, madeiras, raízes e flores são alguns dos ingredientes. Também tem em seu cardápio a mundialmente conhecida caipirinha, além de destilados, cervejas, sucos, petiscos e muito mais.

Tudo isso em um ambiente super acolhedor, localizado na Rua Coronel Flores, no Largo da Estação Férrea, ponto de encontro dos happy hours e noites caxienses. Algumas vezes por semana a casa conta com show ao vivo e em outras com DJ, sempre com o intuito de animar ainda mais seu público.

Não deixe de conferir e aproveitar tudo de bom que a Cachaçaria Sarau oferece.

História da Cachaça

A cachaça é genuinamente brasileira. Bebida feita da fermentação e destilação do melaço da cana-de-açúcar, foi descoberta pelos escravos dos engenhos de açúcar em meados do século XVI. O método já era conhecido e consistia em moer a cana, ferver o caldo obtido e, em seguida deixá-lo esfriar em fôrmas, obtendo a rapadura, com a qual adoçavam as bebidas.

Ocorre que, por vezes, o caldo desandava e fermentava, dando origem a um produto que se denominava cagaça e era jogado fora, pois não prestava para adoçar. Alguns escravos tomavam esta beberagem e, com isso, trabalhavam mais entusiasmados.

Os senhores de engenho, por vezes, estimulavam aos seus escravos, mas a corte portuguesa, vendo nisto uma forma de rebelião, proibia que a referida bebida fosse dada aos negros.

Com o tempo esta bebida foi aperfeiçoada, passando a ser filtrada e depois destilada, sendo muito apreciada em épocas de frio.

O processo de fermentação com fubá de milho remonta aos primórdios do nascimento da cachaça e permanece até hoje com a maior parte dos produtores artesanais.

Curiosidades sobre a cachaça

A cachaça é a terceira bebida destilada mais consumida no mundo e a primeira no Brasil. Segundo o Programa Brasileiro de Desenvolvimento da Aguardente de Cana, Caninha ou Cachaça (PBDAC), a produção é em torno de 1,3 bilhão de litros por ano, sendo que cerca de 75% desse total é proveniente da fabricação industrial e 25%, da forma artesanal.

Desde que a cachaça é cachaça, sempre teve esse nome. Mas os que bebem, gostam de chamá-la de um jeitinho especial. Tem nome e criatividade pra todos os gostos. Aguardente, birita, cana, canha, caninha, pinga, branquinha, brasileira, boa, danada, malvada, Dona Branca e Sinhazinha são só alguns dos muitos apelidos da cachaça.

O "Caxixi", por exemplo, é a cachaça de péssima qualidade, a primeira a cair do alambique. A de mau gosto é chamada de "Aca".

Quando a cachaça transpõe fronteiras, nos Estados Unidos passa a se chamar "Sugar Cane Brandy"; na França "Eau de Vie" e na Alemanha, "Schna".